ESCRITORES

ESCRITORES

Oxum - Orixás do Dique do Tororó - Salvador

Oxum
Por Célia Cerqueira, Oxum - Orixás do Dique do Tororó - Salvador
Esculturas de Tati Moreno

Representa Nossa Senhora das Candeias e Nossa Senhora Aparecida. É a Deusa das Águas Doces. Seu dia é sábado. Sua personalidade é maternal e tranquila, vaidosa e faceira.
Oxum era muito bonita, dengosa e vaidosa. Como o são, geralmente, as belas mulheres. Ela gostava de panos vistosos, marrafas de tartaruga e tinha, sobretudo, uma grande paixão pelas joias de cobre. Este metal era muito precioso, antigamente, na terra dos iorubás. Oxum era cliente dos comerciantes de cobre. Mas tem, entretanto, a reputação de ser uma boa mãe e atende às súplicas das mulheres que desejam ter filhos. Oxum tem o humor caprichoso e mutável. Alguns dias, suas águas correm aprazíveis e calmas, elas deslizam com graça, frescas e límpidas, entre margens cobertas de brilhante vegetação. Numerosos vãos permitem atravessar de um lado a outro. Mãe da água doce, Rainha das cachoeiras, deusa da candura e da meiguice, dona do ouro, Orixá da prosperidade, da riqueza, ligada ao desenvolvimento da criança ainda no ventre da mãe.
Oxum exerce uma ampla influência no comportamento dos seres humanos, regendo principalmente o lado teimoso e manhoso, além daquele espírito maquiavélico que existe em todos nós. Seus filhos são calmos, carinhosos, desprendidos, vaidosos, volúveis, altruístas, sonhadores, muito elegantes, apaixonados por joias, perfumes e vestimentas caras; símbolo do charme e beleza, sensuais, porém reservados, evitam chocar a opinião pública à qual dão grande importância; sob sua aparência calma e sedutora, escondem uma vontade muito forte, um grande desejo de ascensão social.
Dia: sábado
Data: 4 de Dezembro
Metal: Cobre
Cor: Marrom

SAIBA MAIS:
[MENININHA DO GANTOIS, A RAINHA DO TRONO DOURADO DE OXUM]


GERÔNIMO & ELBA RAMALHO - [É D'OXUM]
Postar um comentário