ESCRITORES

ESCRITORES

Lolita - Obra emblemática de Vladimir Nabokov

“Lolita, luz da minha vida, fogo da minha carne. Minha alma, meu pecado. Lo-li-ta: a ponta da língua toca em três pontos consecutivos do palato para encostar, ao três, nos dentes. Lo. Li. Ta.”

Vladimir Nabokov dedicou quatrocentas páginas a uma personagem emblemática, inesquecível e discutível, sem, no entanto, dar mais do que dez informações sobre ela. Depois de expatriado, Nabokov escreveu seu romance mais conhecido e obra-prima, pautado num assunto polêmico, numa língua que não era sua. Continue a leitura e entenda por que Lolita se tornou sinônimo de um dos escritores mais importantes do nosso tempo.
Por Julia Garcia em Reportagem da Revista [CP - LITERATURA]

Escrito num estilo inimitável - mas não intraduzível, como bem se verá -, "Lolita" é uma obra-prima da literatura do século 20. Aqui se cruzam alguns dos temas clássicos da arte de todos os tempos [a paixão, a juventude, o amadurecimento] com questões mais típicas da nossa modernidade, como as ambivalências eróticas e o exílio - que é uma questão tanto de geografia quanto da linguagem e do coração.
Leia a sinopse completa em [BIBLIOTECA DA FOLHA]

Dez citações de Lolita por Rafhael Peixoto, no "Livros só mudam pessoas":
"Lolita está para a literatura como um clássico, não sendo para menos. A capacidade narrativa de Nabokov expõe de forma fatal as vertentes de um bom autor e de uma grande obra. A relação que se estabelece entre leitor e narrativa vincula-se já no primeiro momento e é preciso ter cuidado, claro! Cuidado para não cair nas garras de Humbert Humbert tão facilmente. Em matéria recente feita pelo Literatortura, onde eram levantados os narradores em que não se pode confiar, eis que surge a sua figura, e é ela que norteia toda a narrativa. Sendo avisado desta perspectiva, ainda assim confesso que, na condição de leitor, foi a primeira coisa que fiz, acreditei nas boas intenções de Humbert. Só em poucos momentos questionei o amor a sua Lolita e tudo que até então ele havia feito. Mas a vida literária é assim, lendo e aprendendo a quebrar a cara. Eis as dez citações que achei interessante na obra. Outras se perderam pelo caminho, mas, com certeza você, leitor, as regatarão nos comentários."
Para ler o texto completo, acesse:

Programa sobre o livro Lolita do poeta, contista e dramaturgo russo Vladimir Nabokov, escrito em língua inglesa e, além da polêmica que causou, foi considerado um dos livros mais importantes do século XX. Ederson Granetto entrevista a professora Aurora Fornoni Bernardini, do departamento de Letras Orientais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo que explica a importância do autor e comenta as ideias que ele oferece em seu livro mais conhecido.




Assista ao filme "Lolita" completo e legendado em português, acessando:
[https://youtu.be/W4rWDZjZ7UA]

Postar um comentário