ESCRITORES

ESCRITORES

BaianaSystem - A explosão de uma estrela supernova no universo da música moderna brasileira

BaianaSystem: Música em Movimento
"De dentro das frestas da selva de concreto e aço, brotam novas raízes, de uma espécie soteropolitana ainda não estudada.
Duas cidades (em uma).
Quatro cabeças pensantes a serviço da arte dançante.
Arte sonora, visual e reflexiva.
Arte mutante, com disposição de arriscar, pra ver aonde vai dar.
O peso da bass culture com a mandinga e o tempero baiano;
Imagens enigmáticas e instigantes;
A palavra das ruas para as ruas;
A guitarra baiana recolocada na linha de frente, de uma forma completamente diferente.
Bem... você pode gostar ou não, mas uma coisa é certa:
não existe nada parecido com o BaianaSystem.
E essa certeza fica muito mais latente a partir da audição do segundo disco desses sujeitos, Duas Cidades:
Da música jamaicana vem a sabedoria das divisões e dos graves de SekoBass (também responsável pela maioria das programações das batidas originais, ou seja: o “homem-cozinha” do grupo);
Das antigas festas de largo, da tradição fotográfica e da arquitetura moderna, vêm os frames, máscaras e traços de Filipe Cartaxo;
Da mistura sem precedentes entre o toaster jamaicano e o samba do recôncavo baiano, vem o estilo inovador de Russo Passapusso;
Das tradições da guitarra baiana (inventada pelos mestres Dodô & Osmar) em conjunto com uma forte influência africana, vem Roberto Barreto (o idealizador do BS), com suas linhas e riffs que dão a identidade final e definitiva ao Baiana.
Quatro cabeças pensantes a serviço da arte dançante.
Do alto do seu Navio Pirata, estes destemidos tripulantes, ao mesmo tempo em que traduzem os sons das ruas e vielas em seu próprio estilo, propõem uma nova ordem: libertária, capaz de provocar uma catarse coletiva por onde quer que passem.
Ijexá, Afoxé, Dancehall, Pagodão, Sambareggae, Cumbia, Chula, Dub, Cabula, Kuduro, Samba Duro, Cantiga de Roda, Eletrônica...
[...]
Mas, e você?
Depois de todo esse texto, acredito que uma pergunta deve estar rondando a sua mente:
O que seria o BaianaSystem?
Um grupo? Uma banda? Um soundsystem?
Um coletivo? Tudo ao mesmo tempo agora?
Bem...mais do que a certeza dessa definição, uma coisa eu posso afirmar:
O BS é um autêntico fenômeno cultural que se expande a cada apresentação, a cada carnaval, do zero aos 20 mil, em crescimento (e movimento) exponencial.
Salvador, Nova York, São Paulo, Tokyo, Rio de Janeiro, Xangai...
Aonde isso vai parar? Aonde tudo isso vai dar? Isso, só o tempo dirá.
Esperemos as cenas dos próximos capítulos desta saga extremamente singular, dentro da música moderna (baiana, brasileira e mundial)."
"BNegron"

Para leitura do texto completo, acesse [baianasystem.com]


Para assistir a outros vídeos, acesse:

Postar um comentário