ESCRITORES

ESCRITORES

Tchekhov, Mestre do Conto em Dezoito Histórias


"Tchekhov é um daqueles autores cuja inteligência é tão poderosa que por um momento somos seduzidos pelo prazer de acreditar no progresso humano, na evolução moral da espécie; então, em seguida, vemos que na verdade ele nada mais é que um gigante, uma anomalia, talvez um anjo, e que é bem possível que não tenhamos outro igual nos próximos mil anos."
Russell Banks

Além de ter escrito peças teatrais que se tornaram célebres, como O jardim das cerejeiras, Anton Tchekhov [1860-1904] gravou para sempre o seu nome na história das artes graças aos contos, gênero literário que praticou com maestria, em abundância e criando uma vertente nova. Exímio contador de histórias [Tolstói chamou-o de "um incomparável artista da vida"], pintou a Rússia rural e as pequenezas da condição humana. Os contos aqui reunidos são exemplares do estilo do autor. São atmosféricos, cheios de um sentimento de sabedoria e compaixão; a caracterização psicológica dos personagens e das situações têm mais peso do que eventuais reviravoltas de enredo. Com humor, perspicácia, honestidade e, sobretudo, amor pelas pessoas, a arte de Tchekhov demonstra através dos séculos o poder transcendente de sensibilizar e de, partindo de detalhes cotidianos, iluminar a vida humana.

18 histórias do mestre do Conto, tradução do russo e apresentação de Tatiana Belinky, Coleção L&PM POCKET
Postar um comentário