ESCRITORES

ESCRITORES

O universo sertanejo, musical e particular de Elomar Figueira Mello

Gravado boa parte em Vitória da Conquista-BA, o filme é uma nova edição de vídeos com depoimentos de amigos de Elomar para a 25ª edição do Programa Ocupação Itaú Cultural, em homenagem ao músico e compositor Elomar Figueira Mello. 

A cantora, compositora e pesquisadora Jurema Paes explica como a obra de Elomar transita pela cultura e pela oralidade dos habitantes do sertão. Para ela, Elomar é uma espécie de tradutor de culturas, com habilidade de condensar o formal e o informal, o erudito e o popular, além de criar palavras com base nessas amálgamas. Ao final, canta um trecho de Fantasia Leiga para um Rio Seco (de Elomar), que gravou no álbum Mestiça (2014). 

O parceiro e músico Xangai afirma que ninguém canta o sertão catingueiro como Elomar, que vive na roça e consegue, apesar do grau de erudição e estudo, voltar seu olhar para a realidade sertaneja. Xangai recita os versos da música Cantiga do Estradar e faz, com os músicos, uma apresentação da canção A Pergunta.

A linguagem e o sertão permeiam todo o universo de Elomar – de suas composições à literatura. Amigo de Elomar e pesquisador da Fundação Casa dos Carneiros, Gilson Bonfim apresenta os sertões e comenta como o músico incorpora na sua obra tanto a linguagem normativa quanto a coloquial. João Omar, maestro, músico e filho de Elomar, conta o que é o sertão para seu pai e a importância de sua obra como um tesouro que guarda o dileto catingueiro – fala dos sertanejos reproduzida e batizada de “sertanezo” por Elomar. 

A professora de língua portuguesa e literatura Maria Helena Carrasqueira fala sobre o dialeto sertanezo ou catingueiro e explica brevemente o processo de desenvolvimento dessa linguagem. Para ela, a obra de Elomar utiliza-se do português castiço, ou seja, do idioma ainda sem estrangeirismos e com uma forte influência do seu idioma de origem, o latim. 
Maria Helena Carrasqueira fala também sobre os múltiplos significados e possibilidades de leitura das canções de Elomar. Para ela, a música do artista é sedutora, pois conquista pessoas com diferentes posições políticas e sociais. Para explicar seu ponto de vista, ela fala sobre O Peão na Amarração – música de Elomar interpretada por Dércio Marques no 1º Festival da Nova Música Popular Brasileira, MPB 80 – e sobre o contexto da época: ditadura militar e greves populares.

Documentário Completo


Para conhecer mais sobre a vida e obra de Elomar, acesse:
[www.elomar.com.br]
Postar um comentário