ESCRITORES

ESCRITORES

A Era dos Grandes Equívocos - Elomar Figueira Mello


Ao longo das suas 320 páginas, Elomar fala sobre assuntos polêmicos do século 20, como a falta de exatidão da matemática, a não lógica Aristotélica, a razão para estudar e a ideia de que caminhamos rumo às trevas - em processo de involução. Para isso, o escritor criou um gênero literário, o mão-de-prosa.
É como um ensaio, porém ambientado numa ficção, refletindo através do olhar de quatro personagens: um antropólogo, um poeta, um intelectual engajado e um andarilho. Em síntese, são questões do próprio Elomar. "Um livro para quem quer conhecer e entender o pensamento elomariano", definiu a produtora do compositor e coordenadora editorial da obra, Rossane Nascimento. "Elomar quer dividir com os seus admiradores aquilo que ele acredita", completa.
A obra começou a ser pensada após a reunião de velhos rascunhos de Elomar a escritos mais recentes. Passou a tomar corpo a partir de 2004, concluída cerca de oito anos depois. De lá até o lançamento, vinha sendo revisada e novos trechos inseridos. "A produção foi um trabalho muito árduo. Nós imaginávamos que seria rápido, houve conversas com grandes editores, mas sempre tinha uma coisa que segurava o livro na gaveta", declara Rossane Nascimento.
Ao mesmo tempo em que é polêmica, a trama também é "cercada por uma aura poética no uso de metáforas que tecem belas imagens", diz o texto da contracapa. "Elomar usa muito o dialeto, o vernáculo e o hipérbato e ainda é um neologista, cria muitas palavras", acrescenta a revisora. "Se trata de uma obra muito densa, que contraria toda uma série de conceitos e conhecimentos", resume.
Para ler o texto integralmente, acesse:

A Era dos Grandes Equívocos” de Elomar F. Mello cria um ambiente ficcional para tratar de assuntos polêmicos que envolveram decididamente os rumos que tomou o Séc. XX. Um livro que marca a produção literária desse escritor, uma obra que inaugura uma nova fase no gênero “mão-de-prosa”, não apenas no campo da estilística, como também no campo das ideias.
Para adquirir o livro e outras obras de Elomar, acesse:
[www.rossanecomunicacao.com.br/locanda/loja.html]

Para saber mais sobre a obra de Elomar, acesse:
[www.elomar.com.br]

Vídeos sobre a vida e obra de Elomar Figueira Mello:
A linguagem e o sertão permeiam todo o universo de Elomar – de suas composições à literatura. Amigo de Elomar e pesquisador da Fundação Casa dos Carneiros, Gilson Bonfim apresenta os sertões e comenta como o músico incorpora na sua obra tanto a linguagem normativa quanto a coloquial. João Omar, maestro, músico e filho de Elomar, conta o que é o sertão para seu pai e a importância de sua obra como um tesouro que guarda o dileto catingueiro – fala dos sertanejos reproduzida e batizada de “sertanezo” por Elomar.



Postar um comentário