ESCRITORES

ESCRITORES

A lendária, breve e arrebatadora carreira musical de Janis Joplin

De carreira breve, mas arrebatadora, com aquela voz alta e rouca, da terra, explosiva, do âmago de seu ser, que permanece entre as mais distintas da história da música pop mundial e certamente a cantora mais importante de sua geração, ela se tornou um fenômeno do rock and roll de pleno direito e um farol de estilo contracultural. Ela realmente era plena de energia no palco, razão pela qual ainda goza de uma reputação tão lendária como artista pop. Janis Joplin oferecia tudo para seu público. Ela também foi a única mulher a alcançar esse tipo de estatura no mundo da música pop de então, um reduto basicamente masculino. Janis Lyn Joplin foi uma cantora e compositora norte-americana. Considerada a "Rainha do Rock and Roll, "a maior cantora de rock dos anos 1960 e "a maior cantora de blues e soul da sua geração", ela alcançou proeminência no fim dos anos 1960 como vocalista da Big Brother and the Holding Company e, posteriormente, como artista solo, acompanhada de suas bandas de suporte: a Kozmic Blues Band e a Full Tilt Boogie.
Influenciada por grandes nomes do jazz e do blues, como Aretha Franklin, Billie Holiday, Etta James, Big Mama Thornton, Odetta, Lead Belly e Bessie Smith, Janis fez, de sua voz, a sua característica mais marcante, tornando-se um dos ícones do rock psicodélico e dos anos 1960. Entretanto, problemas com drogas e álcool encurtaram sua carreira. Morta em 1970 devido a uma overdose de heroína, Janis lançou apenas quatro álbuns: Big Brother and the Holding Company (1967), Cheap Thrills (1968), I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama! (1969) e o póstumo Pearl (1971), que foi o último álbum com participação direta da cantora.

Saiba mais sobre a vida e obra de Janis Joplin, acessando seu site oficial:

Postar um comentário