ESCRITORES

ESCRITORES

O lado mais sombrio da China contemporânea na ficção de Murong Xuecun

"Deixe-me em paz" é um interessante retrato da moderna sociedade chinesa, atualmente muito espelhada no ocidente onde o lucro, o consumo, a corrupção e a busca hedonista seduzem as pessoas. Representando uma nova geração de autores modernos da China, Murong Xuecun construiu uma reputação escrevendo sobre o lado mais sombrio da China contemporânea.
Chengdu, a quinta metrópole mais populosa da China moderna. Nessa cidade de contrastes vive Chen Zong, um gerente de vendas ambicioso que passa por uma crise: a mulher que ama está prestes a deixá-lo; na empresa há uma conspiração para arruiná-lo; e uma dívida alta ameaça levá-lo para a prisão. Para salvar-se, ele arma um plano para virar o jogo e, de quebra, ganhar muito dinheiro. Sabotagem, escândalos sexuais, corrupção e realidade estão reunidos nessa saga picante de um decadente, que foi censurada na China, tornou se sucesso internacional e agora chega ao Brasil. "Os livros de Murong Xuecun são atrevidos, violentos e niilistas, em contos que discorrem sobre empresários e oficiais envolvidos com propinas, brigas, bebidas, jogos e curtição com prostitutas, nas cidades em expansão da China." - The New York Times 
"Murong apresenta imagens vívidas de uma nova China, a China em transição, onde os valores tradicionais entram em conflito com o individualismo e a concorrência feroz, estes que fazem parte de um tipo particularmente cru de ideologia capitalista. São essas anomalias que dão vida a esse livro fascinante." -The Sydney Morning Herald

LEITURA PARCIAL DA OBRA - EXTRAÍDA DO GOOGLE BOOKS
Postar um comentário