ESCRITORES

ESCRITORES

A sabedoria trágica: Sobre o bom uso de Nietzsche




[clique na imagem para ampliar]

Segundo Michel Onfray, Nietzsche nos convida a desconfiar de tudo o que é opressor, tudo que bloqueia nossa singularidade, assim como nos incita a pensar o mundo para além do véu das ilusões. Como é possível ser nietzschiano? Sendo insubordinado: retribuímos mal a um professor se continuamos sendo apenas alunos.
Onfray sublinha o entrelaçamento indissolúvel entre experiência e pensamento promovido pelo filósofo alemão, elemento que confere uma integridade exemplar ao conjunto da sua reflexão. Articulada em torno da alegria de viver e da afirmação da existência, a filosofia nietzschiana reconstruída nestas páginas mostra-se plausível e estimulante, sem prejuízo do reconhecimento das altas qualidades poéticas da prosa de seu autor. Ao situar a leitura proposta em relação ao contexto da recepção francesa do último quarto do século XX, Onfray evidencia a força e a atualidade das ideias do filósofo, o que torna a obra um convite, tanto aos apreciadores como a seus críticos, à releitura do pensamento de Nietzsche.
A edição conta ainda com um importante apêndice em que a professora doutora Carla Rodrigues examina a recepção brasileira de Nietzsche.
Postar um comentário