ESCRITORES

ESCRITORES

História e imaginário no memorável romance "Viva o povo brasileiro"


Esta edição especial marca os trinta anos de publicação de um dos mais importantes romances surgidos na literatura brasileira no século XX. Viva o povo brasileiro, exuberante e complexa metáfora da formação de nossa identidade nacional, é obra monumental que já nasceu clássica, instaurando novo olhar ficcional sobre o passado do Brasil. A violência física e simbólica, os abismos sociais e os privilégios que os acentuam, a constituição de uma elite autoritária são encenados ao longo desta narrativa polifônica e lírica, muitas vezes irônica, que cobre quatrocentos anos de história. 
Poucas obras atingiram esse mesmo nível de complexidade, e pouquíssimas alcançaram êxito semelhante ao de Viva o povo brasileiro. Frequentemente, os “romances históricos” brasileiros resvalam para o didatismo maniqueísta ou o exotismo anedótico, mantendo o passado a uma distância segura. Neste romance sob todos os aspectos monumental, João Ubaldo Ribeiro empreende profunda e complexa reflexão sobre a formação da identidade nacional, construindo passagens e personagens que já nasceram clássicos, frutos de sofisticada elaboração literária que se traduz em minuciosa pesquisa de formas e linguagens — nas quais sobejam a ironia, o fantástico, o assombro místico e até certo lirismo. 
Viva o povo brasileiro é terrivelmente envolvente. Terrivelmente porque o livro encena, sem o menor pudor, a violência física e simbólica inerente à colonização da América portuguesa e, no início do século XIX, à instituição do Estado brasileiro — que, hábil em preservar privilégios e contrastes sociais ainda hoje tão indisfarçáveis, se constitui sobre o mesmo escravismo colonial.

- Para ler o primeiro capítulo, acesse:
Postar um comentário