ESCRITORES

ESCRITORES

Cidade de Deus - Uma das maiores obras da Literatura Brasileira contemporânea

O romancista, roteirista e poeta Paulo Lins fala de seu livro Cidade de Deus e do sucesso da obra, que completou 20 anos em 2017. O autor explica a intenção prévia de escrever pensando, principalmente, em estudantes como público-alvo e buscando revelar e diminuir a violência nas favelas do Rio de Janeiro. Fala do susto ao perceber que o livro se tornava um “best-seller”, vendido em vários países, de quanto a obra mudou sua vida e de suas influências literárias no momento em que o publicou. Comenta também sobre o filme de Fernando Meirelles baseado em sua obra e o que mais o marcou nessa trajetória. Depoimento gravado durante o 10º Encontro Internacional Conexões Itaú Cultural, em novembro de 2017, na sede do Itaú Cultural, em São Paulo/SP.

"Eu acreditava que conhecia o apartheid social que existe no Brasil até ler o livro. Percebi que nós, da classe média, não somos capazes de enxergar o que está na nossa cara. Estado, leis, cidadania, polícia, educação, perspectiva e futuro são temáticas abstratas, mera fumaça quando vistos do outro lado do abismo. Cidade de Deus não fala apenas de uma questão brasileira e sim de uma questão global. De sociedades que se desenvolvem na periferia do mundo civilizado. Da riqueza opulenta do primeiro mundo, que não consegue mais enxergar o terceiro ou quarto mundo, do outro lado ou no fundo do abismo".

Leia mais sobre o autor na Enciclopédia Itaú Cultural: http://enciclopedia.itaucultural.org..... 
Outros vídeos com Paulo Lins: http://bit.ly/2iiA6uB




O escritor Paulo Lins cresceu na Cidade de Deus. A visão interna lhe permitiu escrever o livro sobre o local, que deu origem a um dos filmes brasileiros mais aclamados de todos os tempos.
Assista também ao vídeo no qual o ator Lázaro Ramos entrevista Paulo Lins no programa Espelho do Canal Brasil:
[canalbrasil.globo.com/programas/espelho/videos.html]

Análise da obra "Cidade de Deus", comentada pelo professor Leonardo Cassanho Forster, a partir de slides da professora de Literatura Eliana Werner:
[www.youtube.com/watch?v=ptOpnEq_CMM]

Postar um comentário