ESCRITORES

ESCRITORES

Amado Jorge! Escritor Sinônimo de Brasilidade

Fascinante, a trajetória de Jorge Amado confunde-se com a própria história cultural brasileira.



Há 10 anos morria Jorge Amado. Neste mês o escritor completaria 99 anos. Ele é lembrado como um sinônimo de brasilidade. Criou personagens atrevidos, sensuais e provocantes, levando a Bahia para todos os cantos, até para o exterior. O escritor considerava o seu ofício uma diversão. Sua primeira obra foi “O País do Carnaval”, publicada em 1931, que abriu caminho para mais dezenas de outros livros, todos traduzidos para 49 idiomas.
Em 1975, Jorge Amado visitava os estúdios da TV Cultura, acompanhado do pintor Di Cavalcanti e Fernando Faro. Neste mesmo ano também estreava na TV o seu maior sucesso “Gabriela, Cravo e Canela”, com direção de Walter Avancini.

[...] Jornalista, músico, militante político, intelectual, escritor e nome de rua em Itapuã: Jorge Amado foi um verdadeiro homem de seu tempo.
Nascido numa fazenda no interior do distrito de Itabuna e tendo sido um aluno exemplar, Jorge Amado é aprovado entre os primeiros colocados na Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro, estado para o qual se transfere em 1930, então com 18 anos. Já no ano seguinte vê seu primeiro romance, O país do carnaval, ser publicado. Com tiragem de mil exemplares, o livro foi bem recebido por público e crítica.
[...]
CONTINUE A LEITURA EM: [AMADO JORGE!], reportagem da Revista CP-Literatura.

Postar um comentário